TOMAR – Câmara vai estabelecer protocolo com a Direcção-Geral de Veterinária para...

TOMAR – Câmara vai estabelecer protocolo com a Direcção-Geral de Veterinária para ajudar um dos maiores empregadores do concelho

A Câmara de Tomar e a Direcção-Geral de Veterinária vão avançar para um protocolo no sentido de que o Município “ceda” a veterinária municipal para que esta possa supervisionar os abates que são feitos no Matadouro. Ou seja, os animais não podem ser abatidos sem serem vistos por um dos referidos profissionais, um impedimento que até já fez com que a Ribasabores tivesse de parar a sua linha de abate… devido à ausência de veterinário. Como está em causa um dos maiores empregadores do concelho, o Município decidiu, então, avançar para este acordo com a DGV, entidade que – como é fácil compreender – não tem capacidade para colocar profissionais próprios de Norte a Sul do país: