TOMAR – Câmara ainda terá que gastar mais 700 mil euros no...

TOMAR – Câmara ainda terá que gastar mais 700 mil euros no Complexo da Levada.

Cerca de 700 mil euros. É este o montante que ainda vai ter de ser gasto na conclusão da obra do Complexo da Levada, empreitada que terá de ficar finalizada até finais de Abril. O assunto abordado na reunião de Câmara desta quarta-feira depois do vereador Pedro Marques, dos Independentes, ter questionado o executivo sobre o decorrer do processo. Na resposta, Rui Serrano explicou que há a imposição do quadro comunitário relativamente à conclusão da obra naquela data. O vice-presidente referiu ainda que o Município pretende avançar com a musealização do complexo no âmbito do novo Quadro Comunitário de Apoio: «Nesta fase, foi dado um forte impulso. Estamos a falar de quatro milhões de euros que tínhamos para concluir a obra quando tomámos posse. Nesta altura há cerca de 700 mil euros. As regras exigem que a intervenção tenha que ficar concluída até finais de Abril, pelo que não tem sido fácil. Esta empreitada tinha apenas prevista a recuperação do edifíci e não tinha a componente da musealização. Por isso, vamos ter que avançar para esta parte no próximo quadro comunitário». O vereador Pedro Marques expressou depois algumas dúvidas quanto ao evoluir do investimento da obra, aproveitando para questionar a autarquia sobre a informação prestada sobre o projecto ao nível do Portal da Transparência: «Depreendo nas palavras do senhor vice-presidente que tínhamos quatro milhões e meio de obras para executar, sendo que falta, então, setecentos mil para concretizar em pouco mais de um mês. Depreendo, então, que executámos três milhões e oitocentos mil. As minhas dúvidas prendem-se pelo facto de não termos acesso aos autos da obra. Nós não somos informados. O Portal da Transparência não pode ser apenas algo para acenar. Tem que ser algo de muito concreto. A minha surpresa tem a ver com isso… como é que se irá executir esses setencentos mil?!».

Siga-nos no Facebook