TOMAR – “Burlões das raspadinhas” também “actuaram” em supermercados e cafés. “Lancharam”...

TOMAR – “Burlões das raspadinhas” também “actuaram” em supermercados e cafés. “Lancharam” e depois disseram que não tinham dinheiro

Afinal os «burlões das raspadinhas» não se dedicam apenas… a burlar pessoas nestes jogos da Santa Casa da Misericórdia. A Hertz sabe que durante estes últimos dias, nomeadamente entre esta sexta-feira e domingo, outros empresários foram enganados pelos dois indivíduos, nestes casos acompanhados pela mãe, que fizeram compras numa superfície comercial de Tomar e “lancharam” num outro café nabantino… e depois limitaram-se a dizer que não tinham dinheiro para pagar as despesas. Convém recordar que a Hertz alertou para este grupo na última sexta-feira. Na altura, dois indivíduos, entre os quais um menor de idade, percorreram alguns espaços que comercializam jogos da Santa Casa da Misericórdia. O estratagema consistia em enganar os vendedores com recurso à compra de raspadinhas. O elemento maior de idade dava a cara na altura da aquisição dos bilhetes. Se saísse o prémio, procedia à reclamação do valor em causa e seguia caminho. Caso os bilhetes não fossem contemplados, então saía do estabelecimento em causa e regressava com um documento identificativo que garantia ter menos de 18 anos e que pertencia ao jovem que o acompanhava. O indivíduo confrontava, assim, os comerciantes, ameaçando-os que chamava as autoridades caso não lhes devolvesse o dinheiro gasto uma vez que os Jogos da Santa Casa estão interditos a menores de idade. A Hertz sabe que alguns dos vendedores, surpreendidos com a situação, optaram por devolver o dinheiro mas houve quem não caísse neste conto do vigário… e chamasse a Polícia de Segurança Pública. Depois de avisadas, as autoridades não tardaram a colocar-se no terreno e surpreenderam os dois sujeitos, procedendo à respectiva identificação. Mas de pouco valeu já que depois de identificados, os sujeitos, acompanhados pela mãe, conseguiram ludibriar mais algumas pessoas…