SANTARÉM – II Encontro Internacional “O Universo, um mundo a descobrir –...

SANTARÉM – II Encontro Internacional “O Universo, um mundo a descobrir – Raios cósmicos de energia extrema”

No âmbito da Semana Académica, da Juventude e da Europa, decorreu em Santarém, o II Encontro Internacional “O Universo, um mundo a descobrir – Raios cósmicos de energia extrema”, nos dias 5, 6 e 7 de maio. Este projeto internacional foi desenvolvido pelo Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira, em parceria com a Universidade Nova de Lisboa – Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP); o Instituto Manuel Cañadas de Granada; Liceo n.º 1 W Young, Rio Negro, Uruguai; Puebla do México; Indonésia e Roménia e o apoio da autarquia scalabitana. As escolas apresentaram os seus trabalhos, umas presencialmente – Espanha, e outras através de videoconferência – Uruguai, México, Indonésia e Roménia. O II Encontro Internacional pretendeu promover a cultura científica e a educação para a ciência e tecnologia, através de uma intervenção colaborativa com outras escolas a nível internacional. O programa do encontro teve duas vertentes, uma científica e outra cultural, onde os alunos e professores vindos do estrangeiro puderam conhecer o vasto património histórico que a cidade de Santarém tem para oferecer. É de salientar que, no âmbito do II Encontro Internacional, a Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade, da Câmara Municipal de Santarém, apresentou, na Casa do Ambiente, uma comunicação sobre as Alterações Climáticas e o Projeto Reabilitar Troço a Troço (RTT) que tem o objetivo de intervir troço a troço numa perspetiva de integridade, resiliência e conectividade dos ecossistemas aquáticos, fomentando a consciencialização da sociedade sobre o valor dos Recursos Naturais na vida dos cidadãos. As galerias ripícolas são elementos fundamentais para a resiliência de várias espécies e para a qualidade química e ecológica da água. A recuperação destes troços tem o desiderato de despertar a população para a importância da preservação da integridade das galerias ripícolas criando condições favoráveis para o aumento da biodiversidade e por outro lado constituir exemplos positivos de intervenção nos recursos hídricos incentivando os proprietários confinantes das linhas de água a reabilitar as linhas de água nas suas propriedades. Por último os alunos da Escola Secundária Sá da Bandeira deram o seu contributo nas Questões Significativas da Gestão da Água (QSiGA) para a Bacia Hidrográfica do Tejo que se encontra em fase de consulta pública até ao próximo dia 17 de maio. O projeto internacional, “O universo, um mundo por descobrir – raios cósmicos de energia extrema” está a ser desenvolvido desde 2013/2014, pela Escola Secundária de Sá da Bandeira. www.cm-santarem.pt