OURÉM – Novo ano letivo. Câmara investe 5,5 milhões na educação (c/vídeo)

OURÉM – Novo ano letivo. Câmara investe 5,5 milhões na educação (c/vídeo)

O Teatro Municipal de Ourém encheu para receber os professores que estão colocados no concelho. Esteve em causa a Abertura Oficial do ano letivo 2022/23, iniciativa a cargo da autarquia oureense que visou, desta forma, dar as boas-vindas aos docentes, com o lema ‘O bem-estar na educação com o contributo das artes’, dando também a conhecer este território e as respetivas potencialidades. Registo para um conjunto de intervenções, desde logo de Agripina Vieira, do Centro de Formação de Professores dos Templários, que congrega 1120 docentes e que tem a Sede no Agrupamento Nuno de Santa Maria, de Tomar. Agripina Vieira elogiou a forma como o município organizou esta sessão, no que considerou como um sinal de reconhecimento do trabalho dos docentes. Por sua vez, Bruno Santos, delegado regional de Educação e de Lisboa e Vale do Tejo, falou de um momento de reconhecimento e homenagem aos docentes, reforçando que o objetivo passa por consolidar o trabalho junto dos mais jovens, trabalho que irá fazer a diferença no futuro próximo: Ângela Marques, representante da Assembleia Municipal de Ourém, disse que os docentes enfrentam obstáculos, desde logo críticas.

 

Mas o empenho e resiliência fazem a diferença, disse a eleita, que desejou um ano letivo dentro da normalidade, depois de dois anos afetados pela pandemia. Luís Miguel Albuquerque, presidente da Câmara de Ourém, começou por se dirigir aos docentes que estão no concelho pela primeira vez, traçando uma radiografia do seu território, desde logo a existência de 31 escolas… e 250 alunos a mais comparativamente com o último ano letivo, para um universo de 580 docentes e 300 assistentes operacionais. Quanto a turmas, serão 305. Luís Albuquerque deu conta de um investimento na ordem dos 5,5 milhões de euros só para este ano letivo. Assista à reportagem em vídeo editada pela nossa redação.