OURÉM – Atentado João Paulo II | Jornadas da Comarca de Santarém...

OURÉM – Atentado João Paulo II | Jornadas da Comarca de Santarém recordaram julgamento mediático

O Teatro Municipal de Ourém acolheu, nesta manhã de 4 de novembro as II Jornadas de Direito Criminal da Comarca de Santarém, iniciativa que juntou em Ourém, alguns dos protagonistas do julgamento da tentativa de atentado contra o Papa João Paulo II em Fátima, em Maio de 1982. Esta 2ª edição das Jornadas teve como objetivo, assinalar o grande simbolismo histórico deste mediático processo, tendo contado com a presença, e depoimentos, do coletivo de juízes que, em 02 de maio de 1983, condenou o Padre Juan Krohn a uma pena única de sete anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado, na forma tentada, e de detenção e uso de arma proibida, acrescida da condenação por injúrias ao tribunal. A sessão levou os participantes a reviverem o julgamento, que decorreu no Tribunal de Ourém entre 20 de outubro de 1982 e 02 de maio de 1983, de Juan Krohn, o padre integralista que, em 12 de maio de 1982, foi detido por tentar aproximar-se do Papa João Paulo II com um sabre, confessando ser sua intenção atentar conta a vida do Papa. A abertura desta iniciativa esteve a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque, do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Juiz Conselheiro, Henrique Araújo e do Presidente do Tribunal Judicial da Comarca de Santarém, Juiz de Direito, Luís Miguel Caldas. O Programa teve continuidade com a apresentação do caso, pela jornalista Rita Marrafa de Carvalho, contando ainda com vários debates de foro doutrinário, jurídico e histórico, ao longo de toda a manhã. www.cm-ourem.pt