VILA NOVA DA BARQUINHA – Aconteceu em 2012, na Feira do Tejo:...

VILA NOVA DA BARQUINHA – Aconteceu em 2012, na Feira do Tejo: quadro eléctrico caiu em cima de mulher e deixou-a paraplégica. Administradores das empresas responsáveis condenados a prisão

Os factos remontam a 2012 e ocorreram no Parque Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha, no decorrer da Feira do Tejo, quando um murete em alvenaria instalado na retaguarda de um quadro elétrico tombou e atingiu um casal que ali se encontrava, precisamente numa tasquinha dos Bombeiros Voluntários. A vítima, do sexo feminino, ficou paraplégica, com uma incapacidade permanente de 75%. Já foi, então, proferida sentença no Juízo Local de Competência Genérica do Entroncamento, sendo que há a registar a condenação de duas sociedades (sediadas em Abrantes e Leiria) e de duas pessoas singulares (formadas em Engenharia Eletrotécnica) pela prática de um crime de infração de regras de construção agravado pelas ofensas à integridade física. As sociedades condenadas assumiam a posição de empreiteira e subempreiteira. Esta última foi condenada na pena de multa de 81 mil euros, enquanto o seu administrador foi condenado na pena de dois anos e quatro meses de prisão – suspensa na condição de pagar 15 mil euros a uma Instituição de Solidariedade do Distrito de Santarém. Quanto à sociedade empreiteira, foi condenada na pena de multa de 26 mil euros e o seu administrador na pena de um ano e cinco meses de prisão – suspensa na condição de pagar sete mil euros, também a uma IPSS do Distrito de Santarém. Foto ilustrativa