VILA DE REI – Agora sim, é oficial: Farmacêutica que produz cannabis...

VILA DE REI – Agora sim, é oficial: Farmacêutica que produz cannabis medicinal investe dez milhões de euros e cria cem postos de trabalho

O Município de Vila de Rei e a empresa fitofarmacêutica Cann10-Portugal assinaram os contratos alusivos ao arrendamento com opção de compra do antigo edifício da Frutinatura e à aquisição do Lote 1 da Zona Industrial do Souto, com 4,5 hectares. A Cann10-Portugal vai efetuar em Vila de Rei um investimento total na ordem dos 10 milhões de euros, com previsão de contratação de 100 trabalhadores, sendo a maioria qualificados com título académico superior, no prazo máximo de quatro anos. As instalações da empresa em Vila de Rei irão executar os serviços de produção, importação, exportação e transformação de medical cannabis sativa com vista ao fabrico de produtos fitofarmacêuticos. O Presidente do Município Vilarregense, Ricardo Aires, afirma que “depois da aprovação deste projeto pelo Executivo Municipal, está dado mais um importante passo naquela que é uma aposta numa indústria inovadora na região e que trará inúmeros benefícios para o nosso Concelho. De facto, o investimento que será realizado em Vila de Rei vai assumir uma elevada importância para o desenvolvimento económico, atração de mão-de-obra qualificada e fixação de população no interior do País.
As Zonas Industriais de Vila de Rei têm sido alvo de um forte investimento ao longo dos anos e possuem já todas uma enorme capacidade e potencial para poder atrair novas empresas, dando um importante contributo para o desenvolvimento social e económico do nosso Concelho.” Segundo informações fornecidas pela Cann10, a empresa, que lidera no campo da canábis medicinal em Israel e noutros países estrangeiros, trará para a região muitos anos de experiência no que respeita à agricultura e às instalações de produção “chave na mão”, bem como tecnologia e pesquisa. Todos os produtos de canábis da Cann10 são fabricados por via de BPF (Boas Práticas de Fabrico) que atendem às especificações mais exigentes, cumprindo todas as regulamentações relevantes de exportação/importação entre outras, garantindo assim a alta qualidade dos mesmos. Segundo Yossi Bornstein, Presidente da Cann10, “Estamos no processo de obtenção de uma licença para produzir canábis medicinal em Portugal e acreditamos que em breve será concedida”. A concretização deste investimento da Cann10-Portugal em Vila de Rei aguarda agora apenas a aprovação do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P.