TORRES NOVAS – Um dos suspeitos da morte do taxista António Maria...

TORRES NOVAS – Um dos suspeitos da morte do taxista António Maria tinha cumprido pena de prisão em… Abril! Uma mulher também foi sequestrada na Golegã

Um dos suspeitos de ter assassinado um taxista em Torres Novas tinha estado a cumprir pena de prisão… em Abril, altura em que foi colocado em liberdade. Cadastrado, com 55 anos, é tido como responsável, juntamente com outro elemento também com a mesma idade, pelo homicídio de António Maria, de 69 anos, e ainda do sequestro de três mulheres em Torres Novas e na Golegã. Os casos estão, agora, sob alçada do Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Leiria que, recorde-se, com intervenção da Guarda Nacional Republicana e da Polícia de Segurança Pública, procedeu à detenção dos dois indivíduos, tal como a Hertz avançou, na terça-feira, em primeira-mão. Os suspeitos, residentes em Vila Nova da Barquinha e em Torres Novas, não têm ocupação laboral definida, conforme adianta a PJ, sendo que o conjunto de crimes foram cometidos entre os dias 27 de abril e 1 de maio. Recorde-se que as vítimas, três do sexo feminino e uma do sexo masculino, «foram sequestradas nos respetivos automóveis, sendo depois constrangidas, mediante violência e ameaça com arma branca, a entregar aos detidos dinheiro, objetos de ouro e cartões de débito para levantamentos indevidos de quantias monetárias», refere a Polícia Judiciária em comunicado. Quanto a António Maria, que prestava serviço de táxis na praça do Entroncamento, há evidências de que «foi manietado e atingido com golpes de faca que lhe provocaram a morte», garante o mesmo texto da PJ.