TORRES NOVAS – Situação delicada. Quatro dezenas de pessoas afectas a empresa...

TORRES NOVAS – Situação delicada. Quatro dezenas de pessoas afectas a empresa de trabalho temporário foram despedidas da Unidade de Transformação de Carnes

Perto de quarenta pessoas de uma empresa de trabalho temporário que estavam colocadas numa unidade de transformação de carnes em Torres Novas ficaram no desemprego na última semana, isto porque o grupo desta última unidade rescindiu a ligação contratual com a empresa de trabalho temporário. Os funcionários queixam-se da falta de qualquer aviso prévio que os fizesse antecipar este preocupante cenário, de tal forma que já promoveram um protesto à porta da fábrica de transformação de carnes e agora querem mais explicações por parte da empresa de trabalho temporário, sendo que para isso se deslocaram até ao Montijo, onde está a respectiva Sede da prestadora de serviços. Por aquilo que a nossa redacção apurou, o vencimento do último mês já foi liquidado mas os funcionários querem o acesso a indemnizações e ainda os impressos que lhes permitam o subsídio de desempregro, garantias estas que ainda não lhes foram feitas. Estão em causa pessoas que já laboravam há alguns anos da Unidade de Transformação de Carnes de Torres Novas e que, de um momento para o outro, ficam sem esse vínculo, com todas as consequências daí inerentes. Estão a ser equacionadas outras acções de luta. Imagem TVI