TORRES NOVAS – Concursos PEDU, obras na envolvente do hospital e apoio...

TORRES NOVAS – Concursos PEDU, obras na envolvente do hospital e apoio aos bombeiros

Foi aprovada, em recente reunião da Câmara de Torres Novas. a abertura de concurso público para a empreitada “Central do Caldeirão e Áreas Exteriores”, cujo valor base fixado ronda o milhão e seiscentos mil euros, acrescido do IVA à taxa legal em vigor, com um prazo de execução proposto de 12 meses. Esta intervenção, incluída no PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, permitirá devolver a “centralidade” ao edifício, salvaguardando as suas características arquitetónicas, para além da recuperação da maquinaria existente. O espaço será dotado de uma área museológica (Centro de Interpretação) que revisita o funcionamento desta instalação. O edifício terá condições para acolher ações culturais e de dinamização social e económica, incluindo um restaurante, um espaço multiusos para espetáculos, áreas para comércio e serviços e todo o tratamento do jardim exterior com vista para a tarambola. Na mesma reunião, foi também aprovada a abertura de concurso público para a obra “Reabilitação do Prédio Alvarenga”, cujo valor base fixado é de 712 mil euros, acrescido do IVA à taxa legal em vigor, com um prazo de execução proposto de 12 meses. Mais uma intervenção incluída no PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano que visa reabilitar o prédio existente e construir um edifício com características contemporâneas, mantendo a morfologia do edificado. Pretende-se tornar o conjunto flexível a vários usos, permitindo que os espaços funcionem em conjunto, ou em autonomia, consoante os usos futuros que se queiram promover no edifício, onde se incluirá o Centro de Interpretação de Arqueologia e História da cidade.

A adjudicação das obras de urbanização na envolvente sul do Hospital Rainha Santa Isabel à empresa Desarfate – Desaterros de Fátima, Lda., pelo valor de 550.000,00 euros, acrescido do IVA à taxa legal em vigor, e com um prazo de execução de 180 dias, foi aprovada na mesma data. Esta empreitada inclui intervenções na rede viária, rede de abastecimento de águas e combate a incêndio, rede de esgotos domésticos e rede de esgotos pluviais, visando a futura construção de 16 blocos habitacionais, que correspondem a 180 apartamentos. Em termos de apoios, destaque para a comparticipação no montante de 28.534,80 euros a atribuir à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Torrejanos para o funcionamento do DECIR (Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais), anterior DECIF, durante o período de 14/05/2019 a 15/10/2019.