TOMAR – Roubos e perdas de água custam bem caro aos tomarenses:...

TOMAR – Roubos e perdas de água custam bem caro aos tomarenses: só em 2018 “desapareceram” 1,8 milhões de metros cúbicos

As perdas e roubos de água no concelho de Tomar provocam um imenso prejuízo nos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, estando mesmo em causa – olhando para a realidade de 2018 – cerca de 1,8 milhões de metros cúbicos de água, uma preocupante estatística que se traduz em milhão e meio de euros. Ainda assim, estes números têm sido minorados no decurso dos últimos anos. A verdade é que a partir de 2020 entra em cena a Tejo Ambiente – que irá substituir os SMAS – pelo que o Partido Social-Democrata quis saber quais as medidas que serão colocadas em prática para combater furtos e desperdícios, questionou o vereador José Delgado, sendo que Anabela Freitas, presidente da autarquia nabantina, abordou os investimentos futuros, onde enquadrou um teste-piloto para evitar roubos em bocas de incêndios