TOMAR – População de Asseiceira não deixou a nova médica de família...

TOMAR – População de Asseiceira não deixou a nova médica de família exercer funções no Centro de Saúde. Junta do lado dos utentes

A população de Asseiceira impediu que a nova médica de família daquele centro de saúde do concelho de Tomar iniciasse funções nesta segunda-feira, tal como estava previsto. Esta foi a forma encontrada pelos utentes de manifestar publicamente o seu desagrado pela substituição do médico que ali exercia funções, um exemplo raro de satisfação por parte da comunidade, funcionários administrativos, enfermeiros e pela Junta de Freguesia, que percebia que a sua população tinha os interesses salvaguardados com a presença do referido profissional. Entretanto o executivo da Asseiceira tomou a posição formal junto do ACES Médio Tejo em manifestar «a sua total discordância e desagrado pelo medida adoptada», solicitando uma reunião com carácter de urgência, encontro esse que já decorreu, ainda com representantes da Junta de Paialvo, freguesia também afetada com estas alterações. A verdade é que o Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo está irredutível. Perante isto, a Junta de Asseiceira, pela voz do presidente Carlos Rodrigues, disse à Hertz que deixou de estar disponível para colaborar com o ACES: