TOMAR – Partido Socialista “sem papas na língua” perante afirmações do Secretário...

TOMAR – Partido Socialista “sem papas na língua” perante afirmações do Secretário de Estado da Saúde: «Exigimos a reabertura da urgência médico-cirúrgica!»

Depois da CDU e do PSD, agora a reacção do Partido Socialista às afirmações de Manuel Delgado, secretário de Estado da Saúde. Recorde-se que o governante, em entrevista exclusiva à Hertz, disse que o Hospital de Tomar não voltaria a ter urgência médico-cirúrgica, palavras que causaram estranheza no concelho até porque era convicção de que esse serviço, pelo menos a médio prazo, pudesse regressar à unidade de Nossa Senhora da Graça. A verdade é que o PS (neste caso a Concelhia de Tomar), Partido que suporta o Governo, não foi meigo nas palavras de reacção face ao cenário dado como certo por Manuel Delgado e referiu, em comunicado enviado para a Hertz, que «exige a reabertura da urgência médico-cirúrgica no Hospital de Tomar», recordando que está em causa uma valência encerrada em 2012 com um município e governo «liderados pelo PSD». No mesmo texto, os socialistas sublinham que «a Assembleia da República aprovou nesta legislatura (com a abstenção do PSD) a reabertura da valência em Tomar num Projeto Resolução onde o deputado tomarense Hugo Costa foi o primeiro subscritor. O Governo é obrigado a cumprir as resoluções do Parlamento, dessa forma quaisquer outras afirmações não fazem sentido». A Concelhia de Tomar recorda, ainda, que «nos últimos dois anos foi possível reabertura do internamento em medicina interna em Tomar (encerrado em 2012) a aquisição do serviço TAC. Estes investimentos inverteram a tendência de encerramento de valências do Hospital», refere o texto que, a finalizar, garante que o Partido Socialista «através dos seus eleitos na Assembleia Municipal apresentará uma moção sobre o referido assunto na próxima sessão».