TOMAR – Notícia Rádio Hertz. Extensão de Saúde da Venda Nova pode...

TOMAR – Notícia Rádio Hertz. Extensão de Saúde da Venda Nova pode paralisar devido à falta de… ar condicionado

Esta é uma notícia Rádio Hertz. A continuidade em funcionamento da extensão de saúde da Venda Nova – situada na área territorial de Casais (Tomar) – poderá estar dependente “apenas”… de um aparelho de ar condicionado. A situação não é de agora mas com a recente vaga de calor conheceu episódios de dificuldades com que utentes e funcionários tiveram com que se deparar. O clima, de facto, torna-se praticamente insuportável, em especial para médico, enfermeira e administrativa que ali estão mais tempo. A Hertz sabe que o descontentamento é tal que há mesmo a possibilidade de esta extensão fechar portas por falta de condições. A nossa redacção tentou apurar a veracidade das denúncias entretanto recebidas e, com efeito, estes problemas existem mesmo. Convém enquadrar esta situação: a extensão funciona num espaço cedido pela Associação Cultural e Recreativa da Venda Nova que, para além de possibilitar este serviço público, ainda disponibiliza uma funcionária, duas vezes por semana, para atendimento na extensão. E este trabalho é pago pela própria associação… que recebe cerca de 205 euros a troco do aluguer daquele espaço. A Hertz sabe que a Associação da Venda Nova já pediu o orçamento para a instalação de ar condicionado mas as dificuldades de tesouraria – como é fácil perceber – são evidentes e se avançar mesmo para a colocação do aparelho então a permanência da funcionária está em causa. Recorde-se que a actual direcção da colectividade assumiu os destinos com uma dívida a rondar os 120 mil euros em torno do pavilhão. Houve, então, a necessidade de contrair um empréstimo bancário para que essa dívida fosse liquidada, tendo sido estabelecido um acordo mensal que se cifra na ordem dos mil euros, num processo em que a Junta de Freguesia tem um papel de auxílio muito importante face a uma verba canalizada todos os meses para a associação. E a ACR ainda presta serviço de apoio domiciliário e de centro de dia sendo que, para aqui, um dos objectivos será encontrar verba para adquirir cadeirões independentes para os seus utentes, dando-lhes, desta forma, mais condições. Por isso, garante-nos a mesma fonte, torna-se difícil acudir a todas as solicitações. A Hertz contactou, ainda, João Luís Alves, presidente da Junta de Casais/Alviobeira, que nos garantiu desconhecer estes lamentos em torno da falta de ar condicionado na extensão de saúde. A nossa redacção também já endereçou um pedido de esclarecimentos ao Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo pelo que, a qualquer momento, esperamos por uma resposta a essa solicitação.