TOMAR – Mais um ataque de poluição ao Nabão. Não há outra...

TOMAR – Mais um ataque de poluição ao Nabão. Não há outra forma de o dizer: o rio está nojento!

Nojento. É este o adjectivo que melhor classifica o actual estado do Nabão, que continua a ser alvo de inúmeras descargas poluentes, a exemplo do que já tinha acontecido de quinta para sexta-feira e, mais recentemente, desta sexta para este sábado. O tom da água não engana: escura, cheia de espuma, num cenário verdadeiramente degradante e impensável quando se diz que as autoridades – nomeadamente a Agência Portuguesa do Ambiente – “andam em cima” dos potenciais prevaricadores. Fica claro que sempre que há registo para a queda de chuva, os poluidores aproveitam para deitar para o Nabão sabe-se lá o quê, praticando sucessivos crimes ambientais e colocando em risco a saúde de quem contacta com o rio, seja em actividades lúdicas seja com propósitos agrícolas. Até quando? Fica a questão…