TOMAR – Juventude Socialista elege os delegados para o Congresso Federativo de...

TOMAR – Juventude Socialista elege os delegados para o Congresso Federativo de Santarém

É já a 12 de Março que irá decorrer, em Torres Novas, o Congresso Federativo de Santarém, sendo que a Juventude Socialista nabantina elegeu, por unanimidade, quatro delegados, casos de Bernardo Oliveira (cabeça-de-lista dos congressistas), Carolina Figueiredo, Diogo Sereno e Emília Ferreira. Na sua composição ainda constam Rodrigo Pena e Pedro Duarte Carvalho (fazendo o último já parte do Congresso por ser Presidente da Concelhia) como 1º e 2º suplentes, respetivamente. Este é o órgão máximo das estruturas federativas da JS, competindo, entre as demais funções, a votação e apreciação das Moções de Resolução Política, a eleição dos membros da Concelhia Política da Federação, lista esta de onde sairão os presidentes da Federação e da Mesa.

Bernardo Oliveira, estudante do 3º ano da licenciatura de Administração Pública-Privada na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, assegura «que é da mais relevante ordem a realização deste congresso, onde se irão auscultar diversas moções por parte dos membros concelhios, levando a cabo um âmbito de discussão muito amplo, objetivando-se o melhoramento das condições de vida dos ribatejanos». Por fim, afirma que «é nestes momentos de reunião de ideias de jovens que devemos exercitar um conjunto de soluções para corrigir as maiores problemáticas que o nosso distrito enfrenta, desde as assimetrias entre os vários concelhos, a morosidade na implementação dos projetos de recuperação ambiental e ecológica das linhas de água bem como o envelhecimento e perda demográfica em grande parte das nossas cidades e vilas, estando nas mãos dos jovens atenuar problemas que, o próprio diz: “são mais velhos que nós, tendo já sido identificados há muitos anos pela sociedade civil ribatejana, porém muitas das vezes esquecidos pelos decisores políticos”».

No próximo dia 12, Francisco Dinis cessará funções enquanto Presidente da Federação depois de quatro anos à frente da estrutura, sendo apontado como seu sucessor Pedro Gomes, do Entroncamento, com o mote da sua candidatura única “Agora é o Tempo!”.