TOMAR – Junta de Freguesia de São Pedro promoveu mais um Passeio...

TOMAR – Junta de Freguesia de São Pedro promoveu mais um Passeio Anual de Idosos

Decorreu o XVIII Passeio organizado pelo executivo da Junta de Freguesia de São Pedro de Tomar. Foram cerca de 160 participantes, em três autocarros (um dos quais cedido pela Câmara Municipal de Tomar), oriundos de todos os lugares da freguesia, com idades que variaram dos 65 aos 90 e alguns anos. A organização, da responsabilidade da Junta de São Pedro, contou com a disponibilidade do presidente da Assembleia de Freguesia, da Associação e de Apoio Social da Freguesia de São Pedro e ainda as voluntárias.

Iniciou-se pelas 07h30 com a primeira paragem em Ponte Sôr – A viagem teve destino ao Fluviário, concelho de Mora, onde foi possível apreciar tanta variedade de peixes de água doce e outras espécies. Sem dúvida um excepcional equipamento onde a preservação das espécies é tema obrigatório. Seguiu-se o almoço servido pelo Restaurante “O Solar da Vila”, em Freguesia de Cabeção, em instalações cedidas pela Freguesia de Cabeção. O intenso convívio que, ao longo do dia, foi possível estabelecer entre os participantes e também com a organização, foi de destacar. Após o almoço saímos em direção a Constância, onde foi possível apreciar as zonas frescas e ribeirinhas. No regresso a São Pedro de Tomar, registo para o tradicional lanche/jantar servido pelo restaurante a Lúria e animação.

No final foram proferidas algumas palavras pela Presidente da Junta de Freguesia, Lurdes Ferromau Fernandes, do Presidente da Assembleia de Freguesia – José Rosa Marques – do executivo da Junta, do Padre Herlander, dos elementos da Associação de Apoio Social, de jovens Monitoras do OTL, onde realçou o extraordinário ambiente vivido ao longo do passeio baseado num excelente convívio, onde agradeceu a todos os presentes (organização, Câmara Municipal de Tomar, motoristas, participantes, funcionários da Junta de Freguesia, Restaurante a Lúria) destacando que o objetivo é proporcionar um dia diferente àqueles que foram os trabalhadores de ontem. Por sua vez, António Vicente referiu o que esteve na génese destes passeios, que há 18 anos que se realizam, e pretendem, por um lado, reconhecer às pessoas da Freguesia que muito trabalho fizeram ao longo das suas vidas com muitos sacrifícios e sem possibilidade de usufruírem de um dia como estes, e por outro a promoção do convívio das pessoas dos vários lugares da Freguesia, que sendo muito dispersa, muitas vezes não facilita a existência destes momentos. Ainda referiu que existe um enorme constrangimento para a IPSS de São Pedro e que tem a ver com a Revisão do PDM, que nunca mais está concretizada e por isso torna impossível a expansão da resposta de Lar deste Instituição. Lamenta que a Câmara Municipal não tenha dado seguimento ao pedido da IPSS, que tem sempre em missão o apoiar quem necessita e que são cada vez mais pessoas a sentirem essa necessidade.