TOMAR – Jardim-Escola João de Deus continua a querer receber mensalidades… e...

TOMAR – Jardim-Escola João de Deus continua a querer receber mensalidades… e pais estão descontentes. Decidiu descontar … cinco euros numa mensalidade de cem (Março) e dez euros em igual montante (Abril)

Um grupo de pais/encarregados de educação de alunos do Jardim-escola João de Deus, de Tomar, está a utilizar as redes sociais para manifestar o seu descontentamento perante a forma como este grupo de ensino está a gerir o período de encerramento escolar, em especial no que ao pagamento de mensalidades diz respeito e falta de comunicação entre a direção do Jardim Escola e os encarregados de educação .Por aquilo que a nossa redacção apurou, estão em causa reduções de 10% nas mensalidades, por exemplo, cinco euros num valor de cem durante o mês de Março e de dez euros em igual montante, neste caso no mês de Abril, reduções estas com que os pais não concordam. A prova disso é que já houve registo para o cancelamento de matrículas e ainda para outros encarregados de educação que garantem não estar na disposição de pagar, em relatos que estão, então, visíveis nas referidas redes sociais. Uma das últimas comunicações dos Jardins-escolas João de Deus, assinada pelo director António Ponces de Carvalho, dava conta de que o grupo «está obrigado a tomar medidas excecionais, que previnam a disseminação do contágio, medidas essas, que afetam gravemente a atividade normal da Associação de Jardins-Escolas João de Deus, enquanto entidade empregadora, e que acarretam consequências negativas para a situação financeira», refere o mesmo texto. No entanto, os pais entendem que o Jardim-escola se tem «esquecido» de contabilizar as poupanças nesta fase, em especial com a alimentação dos alunos, para além da electricidade e da água. Outra das situações prende-se com o ensino à distância. Neste caso, registo para algumas crianças que não têm computador ou mesmo impressora… e nem sequer ligação à internet, condições indispensáveis a um ensino digno desse nome. A nossa redacção sabe que, em breve, o grupo de pais/encarregados de educação irá fazer chegar um comunicado à direcção do Jardim-escola onde estas linhas de descontentamento estarão expressas.
Comunicado enviado aos pais a 03 abril de 2020

Comunicado enviado ao pais a 03 de abril de 2020, portaria: