TOMAR – Já houve registo de ataques de vespa asiática no concelho....

TOMAR – Já houve registo de ataques de vespa asiática no concelho. Tenha atenção mas não arrisque… fato de apicultor não chega para se defender

Duas pessoas morreram, no espaço de dois dias, depois de terem sido atacadas por vespas asiáticas. Aconteceu em Oliveira do Bairro e Cantanhede, um cenário trágico que obriga a que se tenha em consideração alguns conselhos quando está em causa a presença destes insectos junto de habitações ou terrenos agrícolas/florestais. Em Tomar, por exemplo, já houve mesmo registo para, pelo menos, um ataque a uma pessoa, no caso em Vale dos Ovos… ataque esse que surgiu de um ninho que estava num silvado. Uma das medidas que está a ganhar mais preponderância na luta contra estas vespas centra-se na criação de uma armadilha artesanal, para a qual necessita, apenas, de uma garrafa de plástico de litro e meio – ou de cinco litros. Primeiro do que tudo deve abrir uma entrada lateral neste recipiente, mantendo a tampa na entrada principal. Depois coloque 150 mililitros de vinho branco, a mesma quantidade de cerveja e seis colheres de sopa de açúcar branco, para além de alguma proteína, neste caso um pouco de carne ou até mesmo de paté. Esta combinação é fatal para a vespa asiática ainda que a sua utilização seja mais recomendável na Primavera, altura em que as rainhas procuram alimento. A empresa “Enxame d’Abelhas”, de Tomar, tem tido um papel muito importante na prevenção e destruição destes insectos. Ricardo Godinho fez, para a Hertz, um ponto de situação em torno desta presença e deixou claro que a vespa é visível cada vez em maior número. Foto enxame d’abelhas/Facebook