TOMAR – Há um número considerável de clientes a recusar a limpeza...

TOMAR – Há um número considerável de clientes a recusar a limpeza de fossas pela ‘Tejo Ambiente’

A ‘Tejo Ambiente’ fez chegar uma missiva a vários agregados familiares – residentes no concelho de Tomar – onde dá conta da aplicação da chamada ‘taxa de saneamento’… em locais que nem sequer estão ligados à rede. Por isso, desde 1 de Agosto, as faturas contam com um valor-extra – não especificado – relativo à limpeza de fossas séticas, que a Lei em vigor determina como uma obrigação de serviço público. Na verdade, esta situação está a merecer muitas críticas dos clientes referidos, sendo que na maior parte dos casos há já quem se tenha deslocado à ‘Tejo Ambiente’ no sentido de efetivar a sua discordância com a situação, abdicando mesmo do serviço que é proposto.

 

Aliás, refira-se, antes da entrada em vigor deste novo preçário, aquela empresa intermunicipal disponibilizava duas limpezas de fossas por ano, totalmente gratuitas, sendo que, agora, fica por perceber o que muda com esta recente aplicação. A ‘Tejo Ambiente’ limita-se a dizer que «como futuros responsáveis pela drenagem das fossas séticas dos utilizadores, fica assegurada a limpeza de acordo com o previsto no tarifário em função do consumo médio anual». Refira-se que a Hertz remeteu, entretanto, um conjunto de questões à ‘Tejo Ambiente’ no sentido de perceber qual o alcance destas mudanças.