TOMAR – Escola Infantil de Trânsito já recebeu os primeiros ‘alunos’

TOMAR – Escola Infantil de Trânsito já recebeu os primeiros ‘alunos’

Com a presença das crianças da Academia dos Sonhos, está inaugurada a a Escola Infantil de Trânsito de Tomar, um novo equipamento criado pelo Município, que funciona como uma espécie de cidade em miniatura, com vias de circulação, rotundas, semáforos e sinais de trânsito, em que as crianças se podem divertir a andar de bicicleta ou outros veículos não motorizados, e ao mesmo tempo aprenderem as regras de trânsito. Esta estrutura está nas imediações do Pavilhão Jácome Ratton. «Naquele que até há pouco era um imenso largo desaproveitado, convivem agora, lado a lado, a Escola Infantil de Trânsito e o Parque Canino. Tomar ganha assim dois novos equipamentos especialmente vocacionados para as famílias e a valorização daquela área da cidade», refere a autarquia em nota de esclarecimento. «A Escola de Trânsito está aberta à utilização de crianças dos 4 aos 12 anos, sendo que os menores de 6 anos devem ser acompanhados por um adulto. Futuramente, prevê-se que o local venha a contar com veículos próprios, para usufruto, nomeadamente, de grupos escolares. Aliás, um dos objetivos é que as escolas possam complementar formação teórica prévia com os seus alunos com uma visita posterior ao local para porem em prática os conhecimentos adquiridos, sempre em articulação com a Escola Segura da PSP. Esta abertura, aliás, contou com a presença dos diretores dos dois agrupamentos escolares e de alguns professores, bem como da presidente e do vice-presidente da Câmara, de técnicos envolvidos na obra e de agentes de trânsito da PSP, que tiveram uma tarefa diferente, mas intensa, a “controlar” o grande fluxo de tráfego infantil». «Neste espaço, e em integração com estes equipamentos, virá também a existir um conjunto de equipamentos de exercício ao ar livre e um novo quiosque, a ser instalado após o encerramento do existente do outro lado da rua, quiosque esse que estará equipado com melhores condições, nomeadamente sanitários públicos, para apoio a todos os que frequentem esta nova área apetecível da cidade», reforça o mesmo texto.