TOMAR – Coronavírus. Agrupamento Nuno de Santa Maria defende fecho imediato das...

TOMAR – Coronavírus. Agrupamento Nuno de Santa Maria defende fecho imediato das escolas. Agrupamento Templários na expectativa

O Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, pela voz da sua directora Celeste Sousa, defende o fecho imediato dos estabelecimentos de ensino de Norte a Sul do país como medida de prevenção ao “coronavírus”. Já Paulo Macedo, director do Agrupamento Templários, opta, nesta fase, por ficar na expectativa, defendendo, ainda assim, uma intervenção pontual à medida das necessidades. É este o ponto de situação dos agrupamentos do concelho de Tomar, ouvidos pela Hertz, na antecâmara de uma eventual decisão do Governo em torno do encerramento imediato das escolas. Celeste Sousa, por exemplo, deixa o alerta: «Há que aprender com o bom exemplo de Macau… e com os erros de Itália»:

Paulo Macedo, por sua vez, assegurou que o seu agrupamento está em contacto permanente com as autoridades de saúde, mantendo, então, uma posição de expectativa quanto ao eventual encerramento das escolas: