TOMAR – Comitiva tomarense chega junto dos refugiados ucranianos por volta da...

TOMAR – Comitiva tomarense chega junto dos refugiados ucranianos por volta da meia-noite: «Só de olhar para a cara das pessoas e ver que estão agradecidas pela ajuda será recompensa suficiente para todos nós»

A comitiva tomarense que irá resgatar 50 refugiados ucranianos está, nesta altura, em Ostrava, na República Checa. Está prevista a chegada a Cracóvia, na Polónia, por volta da meia-noite, uma da manhã desta quarta-feira, altura em que os motoristas António Cerejo e Pedro Almeida, o Bombeiro-sapador Marco Alves e ainda Tarás Kulyk, da comunidade ucraniana de Tomar, irão receber cinco dezenas de pessoas desejosas de fugir de um cenário de guerra. Estão em causa mulheres, crianças e ainda um homem. A Hertz ‘tomou o pulso’ à comitiva tomarense que, nesta altura, está a descansar na República Checa. António Cerejo, um dos dois motoristas de serviço, disse-nos que, agora, a vontade de ajudar fala mais alto do que qualquer cansaço que se possa sentir:

António Cerejo disse-nos, ainda, que quando o autocarro municipal entrou na República Checa já foram visíveis sinais que indicam proximidade com uma guerra. Até mesmo nas estradas há blindados a circular, referiu: