TOMAR – Cinco mulheres acusadas de quinze furtos em estabelecimentos da cidade....

TOMAR – Cinco mulheres acusadas de quinze furtos em estabelecimentos da cidade. Crimes «asseguravam sustento para a comunidade de que fazem parte»

Cinco mulheres estão acusadas por treze crimes de furto qualificado e dois crimes de furto simples, cometidos em diversos estabelecimentos comerciais de Tomar, nomeadamente em farmácias, supermercados e outros locais de venda de produtos de higiene. Os factos remontam ao período compreendido entre Fevereiro de 2015 e Março de 2016, sendo que esses episódios foram noticiados pela Hertz. Os donos dos estabelecimentos formalizaram queixa às autoridades e agora o Ministério Público deduziu acusação contra as cinco arguidas. Segundo a Comarca de Santarém, «de acordo com a acusação, as mulheres decidiram organizar-se em grupo com o objectivo de passarem a dedicar-se, em conjunto e com regularidade, ao furto de produtos alimentares, produtos de higiene, cosméticos e perfumes». «As arguidas actuariam de forma concertada, dividindo tarefas entre si. Enquanto algumas vigiavam a aproximação dos funcionários dos estabelecimentos comerciais, as outras retirariam dos expositores os objectos e os colocavam em sacos ou no interior da sua roupa, levando com elas os produtos retirados, sem efectuarem o respectivo pagamento». A acusação diz, ainda, que «com a realização destes furtos as arguidas conseguiriam assegurar o seu sustento e contribuiriam para a comunidade de que faziam parte, fazendo, assim, dessa prática, o seu modo de vida».