TOMAR – Centro Hospitalar justifica demora no atendimento nas urgências com «pico...

TOMAR – Centro Hospitalar justifica demora no atendimento nas urgências com «pico de afluência» e apela às pessoas para que apenas se desloquem ao hospital caso «não encontrem resposta no Centro de Saúde»

«Um pico na procura aos serviços de urgência». Foi desta forma que o Centro Hospitalar do Médio Tejo justificou o tempo médio de espera no atendimento na urgência básica do Hospital Nossa Senhora da Graça, em Tomar, no decurso desta terça-feira. Tal como a Hertz alertou, com dados confirmados pelo próprio Ministério da Saúde, cada utente foi forçado a um período médio de espera a rondar as 3h30 minutos, mesmo aqueles com carácter de urgência, cuja triagem de Manchester determina um atendimento inferior a 60 minutos. Questionada pela Hertz, a administração do CHMT fala, então, num «pico de procura», situação que – refere o mesmo texto – resulta «de uma afluência excecional às urgências, na fase “pós pandemia” que estamos a viver». Ficou, aliás, um apelo à comunidade no sentido de que «se dirija aos serviços de urgência somente quando não consiga encontrar resposta imediata à sua necessidade através da linha SNS 24 – 808 24 24 24, ou através do recurso ao Centro de Saúde, para serem assistidos pelo respetivo médico de família».