TOMAR – Câmara mantém suspensão das obras no CIRE. Instituição diz que...

TOMAR – Câmara mantém suspensão das obras no CIRE. Instituição diz que está em causa manutenção de valência e que alunos podem ser obrigados a ir para Ourém ou Torres Novas

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, reafirmou, nesta segunda-feira, em reunião do executivo, que as obras que estavam em curso nas antigas instalações do Centro de Integração e Reabilitação de Tomar vão continuar suspensas. Recorde-se que estão em causa intervenções a cargo da própria Câmara, que decidiu avançar para a suspensão como resposta ao facto de o CIRE ter avançado para a tomada de posse, por usucapião, do terreno situado na avenida D. Maria II, precisamente onde se encontram as antigas instalações e onde funcionam as atividades letivas direcionadas para alunos menores de 18 anos e que frequentam a escolaridade obrigatória. Célia Bonet, presidente da direção daquela instituição tomarense, esteve na reunião da Câmara, onde questionou o executivo sobre a continuação das obras, lembrando que, neste momento, há o sério risco da valência em causa poder encerrar:

Foi Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar, a responder, assegurando que a decisão de suspender as obras será para manter. A autarca recordou o processo que está em causa:

Como referiu depois a dirigente do CIRE, este impasse poderá implicar que as matriculas para o próximo ano letivo não sejam realizadas, o que significa que os pais destes alunos vão ter de encontrar alternativas, que eventualmente passam por Ourém e Torres Novas. Célia Bonet acrescentou, ainda, que também os funcionários não estão disponíveis para continuar a exercer funções nesta situação face aos riscos de segurança que as instalações apresentam: