TOMAR – Autoridades de saúde promovem “CaminHaTA”,

TOMAR – Autoridades de saúde promovem “CaminHaTA”,

Para a Organização Mundial de Saúde, mais de mil milhões de pessoas sofrem de Hipertensão Arterial (HTA), que é um dos principais fatores de risco das doenças cardiovasculares, da insuficiência cardíaca, da doença renal crónica e da demência. No âmbito nacional, a Sociedade Portuguesa de Hipertensão estima que 30% a 45% dos cidadãos têm HTA e a grande maioria destes (cerca de 90%) não indica uma causa conhecida para a doença. Em Tomar a USF de Santa Maria, a USF de Marmelais, a UCSP de Tomar, a URAP e a Unidade de Saúde Publica do Médio Tejo juntaram-se para estreitar relações entre profissionais, doentes e associações, visando prestar os melhores cuidados aos utentes e apostar na sua literacia em saúde. As Farmácias da cidade, o Centro Municipal de Marcha e Corrida de Tomar e a Divisão de Desporto da CMT, também se associaram às entidades de saúde e organizaram uma caminhada para sensibilizar os cidadãos para as causas e os riscos da hipertensão. A iniciativa designada por “CaminHaTA”, além de promover a interação dos profissionais do setor, está aberta aos tomarenses que devem participar nas atividades para ganharem saúde “passo a passo” e aprenderem a ajustar a intensidade do esforço à sua condição física. No dia 29 de junho, no jardim da Várzea Pequena haverá a medição correta da Pressão Arterial por técnicos das Farmácias, entre as 14h e as 15.30h, enquanto ocorre a degustação de frutos secos e ervas aromáticas (isentas de sal e ricas em potássio), através da colaboração de formandos do IEFP. Depois a “CaminHaTA” irá decorrer entre o jardim da Várzea Pequena e o Açude de Pedra, passando pelo Eco- Trilho da Vala, a partir das 17.00 horas, sendo precedida de uma pequena “palestra” interpretada pela Médica Carla Lopes, a Enfermeira Sandra Sousa e a Nutricionista Carla Louro. Os coordenadores da “CaminHaTA”, Drº Daniel Castro e Fisiotª João Teixeira, lembram que além de usarem roupa e calçado adequado, os tomarenses devem fazer a inscrição no Pavilhão Municipal de Tomar, nas USF de Santa Maria ou Marmelais, nas Farmácias ou ainda nas plataformas eletrónicas pelo QR CODE. Os organizadores expressaram ainda a vontade de continuar com estes eventos para as unidades de saúde estreitarem relações com a comunidade, fomentarem regimes alimentares saudáveis e a prática de atividades dirigidas aos utentes e fazerem a prevenção primária e a alteração de maus hábitos comportamentais. José Rogério