TOMAR – Assembleia Municipal “encerrou funções” neste mandato e… já cheira a...

TOMAR – Assembleia Municipal “encerrou funções” neste mandato e… já cheira a eleições. PSD e PS ao ataque

Realizou-se, nesta segunda-feira, a última sessão da Assembleia Municipal de Tomar antes das eleições de 1 de Outubro. O momento foi aproveitado pelas diferentes bancadas para um balanço sobre os últimos quatros anos da gestão da actual maioria PS/CDU. Neste aspecto o PSD, pela voz do líder da bancada, José Delgado, referiu que Tomar está de luto com a actual gestão e que precisa de um novo rumo, lamentando «a falta de políticas efectivas a vários níveis», exemplificando com a «não-resolução do problema do Flecheiro» e a diminuição da população do concelho, entre outros aspectos.

Seguiu-se a intervenção de Paulo Macedo, da bancada da CDU. O parceiro do PS na Câmara de Tomar aproveitou para se distanciar dos socialistas em algumas matérias. Paulo Macedo fez um balanço positivo mas referiu que teria sido possível à actual maioria «chegar mais longe»:

Os ânimos aqueceram depois com a intervenção do líder da bancada do PS, Hugo Costa, que lamentou a intervenção de José Delgado dirigida à presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, que entretanto tinha saído da Assembleia devido a um incêndio que ocorria, na altura, no concelho. O também deputado na Assembleia da República lamentou a atitude do PSD: