SERTÃ – Vlogger e ultramaratonista cruzaram-se no concelho

SERTÃ – Vlogger e ultramaratonista cruzaram-se no concelho

No passado dia 23 de julho, o vlogger Marco Neiva e o ultramaratonista João Paulo Félix cruzaram-se na Sertã, nos seus percursos pela Estrada Nacional 2. Marco Neiva chegou à Sertã naquele que foi o seu 18.º dia a explorar a Estrada Nacional 2. O percurso começou em Chaves, no quilómetro zero, no dia 4 de julho, e terminará a 8 de agosto, em Faro, depois de percorridos os 738 km. Marco Neiva, vlogger aventureiro, está a percorrer a Estrada Nacional com a missão de dar a conhecer Portugal através dos seus vídeos, partilhando o que de mais fascinante tem cada região por onde passa. O percurso está a ser feito com o apoio de diversos patrocinadores e à boleia de uma bicicleta eléctrica. No percurso de Pedrógão Grande até à Sertã, Marco Neiva foi-se cruzando com diversos apoiantes de diversos pontos do país que estão a fazer o percurso de bicicleta e de Vespa. Houve inclusivamente dois ciclistas de Figueiró dos Vinhos que o acompanharam ao longo do percurso de Pedrógão Grande até à Sertã. No Edifício dos Paços do Concelho, foi recebido por José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, que carimbou pessoalmente o seu passaporte e lhe sugeriu alguns locais imperdíveis para visitar. Na sua passagem e paragem pelo concelho da Sertã, ficou a conhecer alguns dos ex-libris por onde passa a EN2: Monte da Senhora da Confiança, Pedrógão Pequeno, o Edifício dos Paços do Concelho da Sertã, o Castelo e Praia Fluvial da Sertã, assim como a gastronomia local. Na Ponte Filipina, na Sertã, foi brindado com um momento musical com o acordeonista Vasco Miguel. Durante o seu percurso na Vila da Sertã, Marco Neiva cruzou-se com o ultramaratonista João Paulo Félix que está a fazer o percurso da Estrada Nacional 2 no sentido inverso (de Faro a Chaves) e que continuará até Lisboa, num total de 1250 km a correr durante 25 dias. A iniciativa chama-se “Volta a Portugal a Correr” e tem uma vertente solidária: “Eu corro contra a violência doméstica”. O percurso será feito a correr, numa média de 50 quilómetros por dia.