SERTÃ – “Brinquedos e Objetos populares vindos das águas do Brasil”

SERTÃ – “Brinquedos e Objetos populares vindos das águas do Brasil”

Até 30 de setembro, a Biblioteca Municipal Padre Manuel Antunes, na Sertã, tem patente a exposição “Brinquedos e Objetos populares vindos das águas do Brasil”. Coordenada por Maurício Leite, aquela exposição é composta por objectos criados no âmbito do projecto Malas de Leitura e Oficinas de Brinquedos na Ilha do Bananal, região amazónica do estado de Mato Grosso, no Brasil. Os objectos expostos revelam a forma de ser, estar, viver e brincar na Amazónia. Muito antes da chegada dos portugueses, os índios encontravam na mata abundante matéria-prima, como o talo do buriti (Mauritia vinifera) palmeira generosa, que é fonte de vida para homens e animais. Retirado através de técnicas sustentáveis, o buriti é preservado. Nenhum dano é causado à palmeira ou floresta, que segue a sua vida até onde as águas levam as suas sementes.

Maurício Leite é um promotor de leitura e arte e educador brasileiro. Começou a contar histórias em aldeias indígenas desde 1980. É um dos autores do projecto “Malas de Leituras”, apoiado pela UNICEF e pela Universidade Solidária de Brasília. O seu trabalho tem sido reconhecido ao longo dos anos por diversas organizações governamentais e não-governamentais como UNICEF, ASHOKA, Universidade Solidária de Brasília, Escola Arvense de Brasília, Universidade de Nova York, Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá, Biblioteca de Tábua e Câmara Municipal de Tavira. Atualmente reside em Portugal.

A exposição poderá ser apreciada no horário de funcionamento da biblioteca: segunda e sábado das 10h30m às 18 horas e de terça a sexta-feira das 10 horas às 18h30m. Aquele espaço encerra na terceira quarta-feira do mês na parte da manhã (das 10 horas às 12h30).