SARDOAL – TAGUS organiza visita aos espaços dedicados a ofícios e produtos...

SARDOAL – TAGUS organiza visita aos espaços dedicados a ofícios e produtos artesanais

Na sequência do trabalho que a TAGUS tem vindo a desenvolver juntos de artesãos e produtores de Abrantes, Constância e Sardoal, a Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior convida estes profissionais a visitar, no próximo dia 14 de Abril, dois espaços existentes em Sardoal dedicados aos ofícios tradicionais.
A TAGUS tem dinamizado um conjunto de iniciativas dirigidas a artesãos e produtores, com o objectivo de compreender as suas dificuldades e definir algumas linhas de actuação para as colmatar. Para o próximo dia 14 de Abril, pelas 15h, está a preparar uma visita ao Art Of – Espaço Partilhado para Artes e Ofícios e ao espaço de comercialização e promoção de produtos locais, o Cá da Terra.

O ponto de partida, desta visita gratuita, está marcado para o Centro Cultural Gil Vicente. Os interessados ficarão a conhecer as instalações do Art Of com uma oficina partilhada e equipada para a cerâmica, madeira e metal, ateliers, uma sala multiusos, outros espaços comuns, e os serviços, como o escritório virtual, em que é possível a domiciliação do negócio, impressões de documentos e recepção de correspondência. Num segundo momento será apresentado o Cá da Terra, assim como as iniciativas regularmente dinamizadas no espaço. Esta actividade culminará com uma degustação de produtos locais. Para integrar esta visita, inserida no âmbito do DLBC Rural, promovida pelo PDR2020, e co-financiada pelos FEEI – Fundos Europeus Estruturais e de Investimento, através do Portugal 2020, deve efectuar inscrição pelo telefone da TAGUS (241 106 000) ou pelo sítio na Internet em www.tagus-ri.pt. Esta é a terceira acção que esta Associação de Desenvolvimento Local realiza para o apoio às actividades artesanais, tendo dinamizado a 9 de Fevereiro, em Constância, uma sessão de esclarecimento para abordar questões de licenciamento, enquadramento jurídico e fiscal dos ofícios tradicionais, segurança alimentar e processos de reconhecimento do artesão e de unidades produtivas artesanais, que mobilizou 65 participantes. Já a 24 de Fevereiro, realizou um almoço convívio, em Martinchel, concelho de Abrantes, em que criou grupos de trabalho para identificar constrangimentos e delinear algumas medidas para os ultrapassar. Esta iniciativa contou com 35 produtos e artesãos.