SARDOAL – Deputados do PSD questionam Governo sobre os quinze meses de...

SARDOAL – Deputados do PSD questionam Governo sobre os quinze meses de renda em atraso em relação à Loja do Cidadão

Teresa Leal Coelho, Nuno Serra e Duarte Marques, deputados do Partido Social-Democrata eleitos pelo distrito de Santarém, questionaram no Governo em relação ao atraso de pagamento das rendas da Loja do Cidadão de Sardoal, estrutura que, recorde-se, foi inaugurada a 18 de Fevereiro de 2016. Num texto enviado para o Ministro das Finanças, a Ministra da Presidência e para a Secretaria de Estado da Modernização Administrativa, os eleitos do PSD recuou ao dia dessa abertura para referir que «se deu início a uma nova fase neste concelho, onde diversos serviços do Estado passaram a ser prestados num único local, com maior proximidade e conforto para todos os utentes. De uma assentada, recuperou-se património, melhoram-se os serviços públicos e as populações ficaram melhor». O pior, sublinham, veio depois: «Passou um ano e quase três meses, ou seja 15 meses, e desde então o Estado nunca pagou uma única renda à autarquia local pela disponibilização do espaço ao contrário do que estava previsto no contrato estabelecido e assinado entre a autarquia e o governo. São 15 meses de rendas em atraso do Governo a uma pequena autarquia para quem este valor representa algo muito importante. É um mau exemplo que o Estado dá, é um desrespeito enorme pelo poder local e uma conduta que não se coaduna com aquilo que o governo apregoa», criticam os deputados eleitos por Santarém que, dessa forma, questionam o Governo sobre quando «prevê pagar as verbas das rendas em atraso desde o dia da inauguração» e «qual a justificação do Ministério das Finanças para atrasos de mais de um ano no pagamento de rendas ou custos de operação aos municípios com Lojas do Cidadão».