SANTARÉM – Tribunal julga ex-carteira que violou correspondência e terá conseguido apropriar-se...

SANTARÉM – Tribunal julga ex-carteira que violou correspondência e terá conseguido apropriar-se de cerca de quinze mil euros

Uma mulher, carteira de profissão, irá ser julgada, no Tribunal de Santarém, pela prática de 35 crimes de peculato, 22 de violação de correspondência e outros tantos de burla informática e nas comunicações. A investigação dirigida pelo Ministério Público, em estreita colaboração com a Guarda Nacional Republicana, logrou identificar mais lesados do que aqueles que inicialmente tinham permitido a identificação e detenção da arguida. A acusação apurou que, entre 17 de outubro de 2017 e 14 de junho de 2018, enquanto trabalhadora de uma empresa subcontratada pela estação de correios de Salvaterra de Magos para distribuição de correspondência, a arguida aproveitou tal circunstância para se apossar de cartões de crédito “Universo” e de alguns emitidos por outras instituições de crédito, bem como dos correspondentes códigos de acesso enviados por via postal. Por acréscimo apossou-se de outra correspondência que permitiu o acesso ao número de identificação fiscal dos destinatários dos cartões, pois que apenas assim poderia proceder à activação daqueles. No período em causa logrou proceder ao levantamento em caixas automáticas de várias localidades dos concelhos de Benavente, Azambuja, Salvaterra de Magos e Coruche de, pelo menos, quinze mil euros, por utilização de cartões emitidos em nome de 22 pessoas diferentes.