SANTARÉM – Município e Junta de Pernes debatem concretização de ideias sobre...

SANTARÉM – Município e Junta de Pernes debatem concretização de ideias sobre património da Vila

No passado dia 15 de junho, Nuno Domingos, Vereador da Câmara Municipal de Santarém (CMS), com o pelouro do património cultural, Raúl Violante, Presidente da Junta de Freguesia de Pernes e Ana Isabel Nogueira, tesoureira da Junta, percorreram diversos locais emblemáticos da freguesia. A visita começou no Rossio, seguindo-se a Igreja da Misericórdia, Torre do Relógio (Antiga Casa da Câmara), Capela de Sto. António, Miradouro e Igreja Matriz. De tarde, já acompanhados pelo secretário da Junta, João Semião, a visita realizou-se na zona mais baixa de Pernes, nomeadamente, na Ponte da Ribeira, na Casa do Alviela, no Moinho Manuelino, nas Levadas, no Mouchão Parque e quedas de água. Inserida na estratégica do Município em promover a cultura e o património das freguesias, esta jornada de visitas culminou na sede da Junta de Freguesia com uma reunião onde foram apresentadas e debatidas ideias para revitalizar este património que Pernes possui. Para Nuno Domingos “é muito importante valorizar o património cultural, histórico e natural que esta vila do Concelho tem para oferecer e, neste sentido, a Câmara vai trabalhar em conjunto com a Junta de forma a promover as suas potencialidades e a inclui-la na rota de todos os que visitam o Ribatejo”. Inicialmente, os investimentos vão ser efetuados na chamada zona alta de Pernes, começando pela colocação de um leitor de paisagem no miradouro, o qual iria permitir a interpretação dos elementos mais significativos do território envolvente, da vila, nomeadamente, incluindo o campo onde ocorreu uma das batalhas aquando das guerras liberais. Um outro projeto a desenvolver, que se insere nos termos do acordo de governação estabelecido entre os dois partidos que governam o Municipio, será a criação de um espaço museológico (Centro de Interpretação) na Antiga Casa da Câmara, refletindo sobre a fundação de Pernes e o seu município, bem como o chão do mercado. A ideia passa por além de criar um centro interpretativo neste espaço, tornar acessível e visitável a Torre do Relógio. Foi também abordada a importância da abertura da biblioteca e da sua dinamização. É importante dar a conhecer o espólio deste espaço aos diversos públicos e isto passa, num primeiro momento, por abrir as portas da Biblioteca e ao mesmo tempo atrair as pessoas através de iniciativas culturais e educativas, para o que o Município e a Junta de Freguesia irão trabalhar num programa próprio. Em paralelo, outras possibilidades de projetos foram abordadas que estando neste momento dependentes de fatores ainda por resolver, serão alvo de estudo e tratamento em momento oportuno. O objetivo é claramente contribuir para uma vida social e cultural mais densa e preparar o conjunto urbano de Pernes e a sua envolvente para um melhor acolhimento também turístico, permitindo uma melhor promoção da vila de Pernes, em termos patrimoniais.