SANTARÉM – Edição do projecto Raízes da Sustentabilidade foi um êxito

SANTARÉM – Edição do projecto Raízes da Sustentabilidade foi um êxito

A terceira edição do projeto Raízes da Sustentabilidade em novembro 2017 foi um êxito na adesão dos cidadãos que participam e se envolvem ativamente no grande desafio de mitigação às Alterações Climáticas assumindo o compromisso de acolher árvores autóctones e acompanhar o seu crescimento durante 50 anos. No dia 18 de novembro, foram entregues 525 azinheiras e 125 pinheiros manso aos munícipes que manifestaram interesse e assumiram o compromisso de constituir sumidouros de CO2. É com grande entusiasmo que as famílias deram início às respetivas ações de plantação de sumidouros nas suas propriedades, demostrando este trabalho de cooperação entre o Município e as famílias do concelho na defesa do Bem Comum que é o nosso Planeta Terra.

Inês Barroso, vereadora da Proteção Ambiental, marcou presença no passado sábado, dia 25 de novembro, em Casével, para plantação das primeiras azinheiras do Sumidouro de CO2 da Família Neves. A Família Jorge, proprietária de terreno em Alcobacinha – Várzea, por sua vez, reportou ao Município a plantação total do Sumidouro de CO2, na semana seguinte à entrega das árvores. O Município expressa o seu agradecimento a todas a famílias do Concelho pelo seu envolvimento e ação que permitem que o Projeto Ambiental Raízes da Sustentabilidade obtenha resultados globais. Os resultados são reportados com elevado contentamento na medida em que o Município de Santarém em 2017, com mais 9 sumidouros de famílias e o 1º sumidouro escolar na Escola Alexandre Herculano, alcança a meta de 17 sumidouros de CO2 que cobrem metade das freguesias do concelho (9 freguesias têm um sumidouro de C02) e uma Rede de Famílias com Raízes com 166 membros que ativamente atuam no seu dia-a-dia pela causa comum “O Combate às Alterações Climáticas”.

Efetivamente, este projeto ambiental, com marca registada pertencente ao Município de Santarém, é assente no princípio do envolvimento e da participação dos cidadãos para a construção de uma cultura ambiental local que contribua para o sucesso do compromisso dos Estados de manter o aumento da temperatura média global em menos de 2°C acima dos níveis pré-industriais (Acordo de Paris alcançado no âmbito da Convenção-Quadro Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (21ª Conferência das Partes (COP21) da UNFCCC). Em novembro 2017, realizou-se a COP 22 em Marraquexe, um momento de reafirmação do Acordo de Paris, na qual saiu uma agenda para que, em 2018, as regras do referido Acordo estejam concluídas, e a COP 23 em Bonn, estando assim, o Município de Santarém enquanto autoridade local alinhado com as políticas europeias de mitigação das Alterações Climáticas, dando um contributo local para um dos maiores desafios da Humanidade.