PSP chamada ao hospital por duas vezes: num dos casos, utente revoltado...

PSP chamada ao hospital por duas vezes: num dos casos, utente revoltado teve que ser imobilizado

A Polícia de Segurança Pública de Tomar foi chamada às urgências do Hospital Nossa Senhora da Graça para intervir em duas ocasiões distintas. Fonte oficial da PSP confirmou este cenário à Hertz e explicou o que aconteceu: por volta das 15h40 da última quinta-feira, um utente, que já estaria a aguardar há algum tempo por atendimento, entendeu que um outro cidadão lhe teria passado à frente na ordem de atendimento e exaltou-se, demonstrando o seu descontentamento perante a enfermeira de serviço. Apesar de não ter havido registo para tentativas de agressão, os responsáveis pelo serviço entenderam por bem chamar a PSP, sendo que o utente acabou por acatar as explicações que lhe foram concedidas. Mais tarde, pelas 21 horas, a Polícia de Segurança Pública foi novamente chamada ao Hospital. Dessa vez, um jovem, que teria acabado de sofrer um acidente de ciclomotor, irrompeu pelas urgências a pedir por atendimento, sendo confrontado com o segurança de serviço, que lhe disse que não podia estar ali sem ser chamado. O cidadão, que estava muito nervoso – assegurou-nos a mesma fonte policial – terá ameaçado alguns dos funcionários do hospital, pelo que houve a necessidade de o imobilizar e, posteriormente, ministrar-lhe alguns calmantes já que se mostrava muito alterado. Já no local, a PSP entendeu por bem que não seria necessário identificar o utente.