PSD justifica abandono da recente Assembleia: «Coligação tem dois pesos e duas...

PSD justifica abandono da recente Assembleia: «Coligação tem dois pesos e duas medidas»

A Concelhia de Tomar do Partido Social-Democrata, num comunicado enviado para a Hertz, pronunciou-se sobre o abandono da recente sessão da Assembleia Municipal por parte dos eleitos daquela força política, em protesto contra o facto de no dia 1 de Maio a autarquia, entenda-se PS e CDU, não terem permitido a realização do mercado e da feira semanal. Num texto assinado por João Tenreiro, presidente da Concelhia e vereador da Câmara, é referido que “o PSD tudo fez para que o Mercado Municipal fosse aberto na sexta-feira de acordo com a vontade dos comerciantes, levando uma proposta a reunião de Câmara para a sua abertura, que viria a ser reprovada com os votos contra dos vereadores do PS e da CDU”. O comunicado prossegue referindo que “ na Assembleia Municipal do dia 30 de Abril o grupo municipal do PSD tomou a decisão de se retirar da assembleia à meia-noite do dia 1 de Maio por uma questão de respeito, igualdade e justiça para com os trabalhadores do Município no Dia do Trabalhador, nomeadamente dirigentes e funcionário da Assembleia Municipal. O comunicado conclui “ que para esta coligação existem dois pesos e duas medidas na sua governação… mantendo trabalhadores presentes na Assembleia Municipal no dia do Trabalhador, quando não permitiu que o Mercado fosse aberto no mesmo dia.”