PSD acusa Anabela Freitas de «atacar a Festa dos Tabuleiros». Presidente fala...

PSD acusa Anabela Freitas de «atacar a Festa dos Tabuleiros». Presidente fala em «show off»

Depois da tempestade, a bonança. Assim se pode considerar a discussão em torno da proposta de regulamento da Festa dos Tabuleiros no uso do espaço público, um dos pontos da ordem de trabalhos da Assembleia Municipal de Tomar, que marcou esta sexta-feira à escala política. O tom das intervenções das diversas bancadas que compõem este órgão atingiu momentos de duras acusações, com especial relevo para as palavras de José Delgado, do Partido Social-Democrata, que acusou Anabela Freitas, presidente da autarquia, de «atacar a Festa dos Tabuleiros» e de «humilhar o povo» e «pretender ser Mordomo». As críticas também surgiram da bancada dos Independentes, precisamente de Américo Pereira, que catalogou o regulamento como «um disparate». Anabela Freitas teve oportunidade para reagir a estas considerações e disse ter ouvido «coisas irresponsáveis», esclarecendo que o regulamento em análise só se referia ao uso de espaço público e não à realização da Festa dos Tabuleiros propriamente dita. A autarca quis deixar claro que é só á autarquia que cabe, por Lei, a cobrança dos terrados. A verdade é que depois das diversas intervenções, tudo apontava para o “chumbo” do regulamento já que Independentes e PSD mostravam essa tendência. No entanto surgiu um volte-face com a interrupção dos trabalhos, período aproveitado pelas diferentes bancadas para acertarem posições. Com alterações à mistura, o regulamento acabou, então, por ser aprovado.