Pedro Marques denuncia gastos feitos pelo Gabinete da Presidência e fala em...

Pedro Marques denuncia gastos feitos pelo Gabinete da Presidência e fala em passeios «pagos pelo erário público»

Pedro Marques, vereador dos Independentes, diz que as despesas, durante o ano de 2014, com o gabinete da presidência de Anabela Freitas são superiores aos gastos que a Câmara de Tomar teve em horas extraordinárias efectuadas pelos funcionários. O eleito dos IpT aproveitou o encontro do executivo que decorreu nesta segunda-feira para falar em «dinheiro mal gasto», sublinhando que a transparência «obriga a que as contas do município sejam muito claras», algo que considera não estar a acontecer nesta fase. Pedro Marques falou, ainda, em «passeios pagos pelo erário público» e não entende quais os motivos para a realização dos mesmos: «Há competências delegadas pelo executivo municipal no seu todo na senhora presidente, que delegou nos senhores vereadores, cuja obrigação legal é dar conhecimento ao executivo. Isso não tem acontecido. Se amanhã houver consequências não digam que não avisei. O gabinete de comunicação é de propaganda. Isto é dinheiro deitado fora. E a transparência obriga que as contas sejam muito claras e que se diga onde se anda a gastar o dinheiro. Por isso já fiz um requerimento por causa das despesas e de ajudas de custo. Deixei claro que me estava a referir às despesas com o Gabinete da Presidência, que já são faladas à boca pequena. Em 2014 essas despesas aumentaram de tal forma que as despesas com horas extraordinárias e trabalho nocturno são inferiores. Há passeios pagos pelo erário público e com convidados… Perguntem-me porquê e eu não sei… ».