OURÉM – Presidente da Câmara defendeu bombeiros em conferência da Liga: «É...

OURÉM – Presidente da Câmara defendeu bombeiros em conferência da Liga: «É inconcebível que o poder central demore quatro, cinco, seis meses a ressarcir as corporações»

O Presidente da Câmara Municipal de Ourém foi convidado de honra na Sessão de Encerramento da conferência “Análise aos Incêndios Florestais – 2022”, realizada ao longo desta terça-feira, na Sala Principal do Teatro Municipal de Ourém. Promovida pelo Conselho Nacional Operacional da Liga dos Bombeiros Portugueses, esta conferência pretendeu analisar e promover troca de experiências passadas em teatros de operações dos incêndios florestais que devastaram grande parte do país, com especial e infeliz incidência sobre o Concelho de Ourém. A propósito, Luís Miguel Albuquerque fez questão de vincar uma palavra de “agradecimento a todos os bombeiros que defenderam o Concelho de Ourém no último verão”. O Presidente da Câmara Municipal expressou ainda toda a sua solidariedade perante as dificuldades a que as corporações estão sujeitas, por força dos atrasos na hora de serem ressarcidas das despesas realizadas durante o combate aos incêndios. “É inconcebível que o poder central demore quatro, cinco, seis meses a ressarcir as corporações. Não faz sentido que assim seja. Sobretudo porque os pequenos fornecedores, a quem as corporações recorrem a nível local, não podem nem conseguem esperar tanto tempo sem receber”, denunciou Luís Miguel Albuquerque, concretizando: “Algumas autarquias, como é o caso de Ourém, conseguem cobrir e fazer face a estas despesas, assumindo as mesmas até serem elas próprias ressarcidas pelo Governo. Mas nem todas conseguem. E mesmo aquelas que vão conseguindo, deparam-se com outro obstáculo que é imperativo alterar: o problema da contratação pública. Se as regras não mudam, quando somos finalmente autorizados a contratar refeições e outros serviços essenciais, já os incêndios terminaram há dois meses…” Luís Miguel Albuquerque agradeceu ainda “à Liga dos Bombeiros Portugueses e ao seu Presidente, António Nunes, pela escolha de Ourém como local privilegiado para acolher esta conferência”, que reuniu dezenas de comandantes e operacionais de vários pontos do país. “Quero acreditar que não escolheram Ourém apenas por ter sido dos territórios com mais área ardida neste verão. Sei que elegeram Ourém pela centralidade que tem, pelas boas acessibilidades que também tem, pelos espaços que temos, como este. Saibam que Ourém estará sempre disponível para acolher este e outros tipos de eventos. E deixo aqui o desafio à Liga dos Bombeiros para voltarem sempre que entenderem”, concluiu o autarca. Nesta sessão de encerramento, além do Presidente da Câmara Municipal de Ourém e do Presidente da Liga dos Bombeiros de Portugal, destacou-se a presença de Guilherme Isidro, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Ourém, aqui no exercício de funções enquanto Coordenador do Concelho Operacional Nacional da Liga dos Bombeiros de Portugal. www.cm-ourem.pt