OURÉM – Já são conhecidos os números da ‘Feirourém’: receita final cifrou-se...

OURÉM – Já são conhecidos os números da ‘Feirourém’: receita final cifrou-se em cerca de 160 mil euros

Já são conhecidos os números da recente edição da ‘Feirourém’ que, recorde-se, regressou em 2022 após dois anos de interregno devido à pandemia. O vereador Rui Vital apresentou uma declaração com um balanço do evento, dando conta de que foi apurada uma receita final na ordem dos 160 mil euros, isto depois de um investimento que rondou os 340 mil. «Importa destacar a abrangência e a mobilização conseguida pelo evento, que superou as expectativas iniciais. Do ponto de vista qualitativo, há a destacar a diversidade oferecida, algo que os visitantes tiveram oportunidade de constatar. O novo modelo permitiu perceber o que procuram os visitantes do evento, possibilitando, que, futuramente, num afinamento da estratégia, se consiga, em simultâneo, ir de encontro às expectativas do público, sem no entanto, abdicar dos padrões de qualidade e da verdadeira essência Feirourém, que se tem procurado implementar nestas três edições e cujo conceito conquistou o público», congratulou-se o eleito do Partido Social-Democrata. «Este ano, o setor comercial contou com a presença de comerciantes provenientes de várias regiões do país, nomeadamente da zona norte e Alentejo, sinónimo de que a Feirourém está a ganhar alcance fora de portas e que está a tornar-se num evento comercialmente muito atraente, a ponto de justificar grandes deslocações aos comerciantes. Uma das apostas mais fortes foi, obviamente, a implementação de uma zona de streetfood, que ofereceu uma maior variedade ao público, em alternativa ao típico restaurante. O sucesso deste setor não minimiza a importante participação dos restaurantes e associações do concelho na vertente de restauração e bebidas, para as quais também foi criado um novo espaço com mais e melhores condições. Destaque ainda para a qualidade dos concertos em cartaz, com nomes de alcance nacional e internacional, e estilos musicais para todos os gostos», concluiu Rui Vital.