OLEIROS – Sons da natureza e do quotidiano na Casa da Cultura

OLEIROS – Sons da natureza e do quotidiano na Casa da Cultura

Nesta publicação, a fotografia passa para segundo plano… Afinal de contas, o que “Ao Sabor do Vento” propôs a quem visitou a Casa da Cultura durante uma viagem através do som, mais concretamente, dos sons que fazem parte da “paisagem sonora” concelho de Oleiros. Durante várias sessões de cerca de 12 minutos (cada uma), pudemos ouvir uma instalação sonora com os ruídos da cascata da Fraga de Água Alta, Açude da Lameira e dos teares, aos quais ainda se juntaram as turbinas eólicas e outros sons da natureza. A iniciativa é do projeto Fôlego, a autoria fica a cargo de Hugo Vasco Reis, compositor de música clássica e sonoplasta, que explicou que a técnica utilizada na gravação, através de microfones que captam o som em 360 graus, permite-nos uma perceção diferente do que nos rodeia. O FÔLEGO – programa de intervenção artística movido pelo combate às alterações climáticas em Mação, Sertã, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila de Rei – decorre no Centro de Portugal.