NAZARÉ – Homem perdeu a vida ao salvar a sua filha de...

NAZARÉ – Homem perdeu a vida ao salvar a sua filha de ser atingida com disparos do genro (residente em Rio Maior). Tribunal condenou homicida com 18 anos de prisão

O Juízo Central Criminal de Leiria julgou um homem, com 39 anos, residente em Rio Maior, como autor de factos que apontam para a prática de homicídio simples, agravado pelo uso de arma, na forma consumada, na pena de 17 anos de prisão, num total de 18 anos se se tiver em consideração que o individuo ainda foi condenado por ofensa à integridade física simples e detenção de arma proibida. O acórdão deu como assente que, no dia 29 de janeiro de 2018, «o arguido deslocou-se a um estabelecimento de ensino básico situado em Nazaré, a fim de visitar o seu filho, aluno naquela escola. No interior desta, na presença da mãe do menor, gerou-se uma discussão entre o homem e o avô materno da criança, envolvendo-se em confronto físico mútuo». Neste contexto, refere a Procuradoria da Comarca de Leiria, «o arguido, que se encontrava munido de uma faca, desferiu um golpe na face esquerda da mãe do seu filho. No desenrolar da contenda, desferiu uma facada que atingiu o abdómen do avô do menor e, estando munido de uma arma de fogo, efetuou dois disparos que o atingiu igualmente no abdómen. De seguida, empunhou a arma na direção da mãe do seu filho e fez dois disparos. Atingiu, porém, o avô do menor, dado que o mesmo se colocou entre o arguido e a sua filha. O avô caiu para o chão mas mesmo assim foi alvo de mais dois tiros. Acabou por falecer no hospital de Santo André, em Leiria. O acórdão, que ainda não transitado em julgado, alicerçou-se na acusação que foi deduzida pelo Ministério Público no Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, após a realização de atos investigatórios, com a coadjuvação da Policia Judiciária.