MÉDIO TEJO – Coronavírus. Terça-feira, pior dia de sempre: 1321 testes positivos...

MÉDIO TEJO – Coronavírus. Terça-feira, pior dia de sempre: 1321 testes positivos em apenas 24 horas

Esta última terça-feira foi o pior dia de sempre no Médio Tejo, no âmbito da pandemia em curso. 1321 pessoas infetadas em apenas 24 horas, sendo que concelhos como Ourém, com 371 testes positivos, Tomar, com 271, Torres Novas, com 212, ou Entroncamento, com 116, tiveram mesmo os piores registos desde que esta doença chegou à região. Nota, ainda, para 164 novos casos em Abrantes, 49 em Vila Nova da Barquinha, 46 em Alcanena, 32 em Ferreira do Zêzere, 24 em Constância, 20 em Mação e 16 no Sardoal, agora num total acumulado de 40084 infeções. Há, nesta altura, 8425 pessoas infetadas no Médio Tejo.

Perante este recente boletim da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, Ourém continua como o concelho com maior número de infeções ativas, num total de 2178, seguindo-se Tomar, com 1531, e Torres Novas, com 1404.

Eis os dados atualizados desde o início da pandemia: Ourém (9654 infeções, 7376 recuperações e 100 óbitos. 2178 infeções ativas), Tomar (7236 casos, com 5643 recuperados e 62 óbitos. 1531 infeções ativas), Torres Novas (6517 casos, 5043 recuperações e 70 mortes. 1404 infeções ativas), Abrantes (5199 infetados, 3879 estão curados e 78 mortes. 1242 infeções ativas), Entroncamento (3904 infeções, 3159 recuperados e 27 mortes. 718 infeções ativas), Alcanena (2450 casos, 2012 recuperações e 43 vítimas mortais. 395 infeções ativas), Ferreira do Zêzere (1781 casos, 1439 dos quais já recuperados e 20 vítimas mortais. 322 infeções ativas), Vila Nova da Barquinha (1079 casos, 830 dos quais dados como curados e 14 mortes. 186 infeções ativas), Mação (1025 infeções, 833 recuperados e 17 óbitos. 175 infeções ativas), Constância (627 infeções, 506 das quais já recuperadas e quatro mortes. 117 infeções ativas) e Sardoal (612 casos e 498 recuperados e seis óbitos. 157 infeções ativas).