MÉDIO TEJO – Coronavírus. Preocupante! Já não havia registo para tantas infecções...

MÉDIO TEJO – Coronavírus. Preocupante! Já não havia registo para tantas infecções diárias desde 13 de Fevereiro! Abrantes tem 100 (!) pessoas em vigilância

É necessário recuar até 13 de Fevereiro (!) para verificar um dia com mais infecções covid19 no Médio Tejo. Ou seja, as notícias não são, efectivamente, as melhores nestas últimas 24 horas, longe disso, conforme de pode constatar pelos 32 casos detectados, 12 dos quais no concelho de Abrantes, que regista 100 pessoas na chamada vigilância activa. Nesta lista indesejada segue-se Ourém, com nove contágios, Alcanena e Torres Novas com três, Constância e Tomar com dois, e ainda Mação com mais uma infecção. No total regional já se contabilizam 13156, das quais 198 estão activas. O número de altas – 12587 – continua inalterado, assim como as mortes associadas à pandemia, num total de 378.

Perante este recente boletim da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, Abrantes é o concelho com maior número de casos, num total de 65, seguindo-se Ourém com 23 e Tomar com 20.

Eis os dados actualizados desde o início da pandemia: Ourém (3073 infecções, 2967 recuperações e 83 óbitos. 23 infecções activas), Tomar (2528 casos, com 2452 recuperados e 56 óbitos. 20 infecções activas), Torres Novas (2027 casos, 1951 recuperações e 60 mortes. 16 infecções activas), Abrantes (1636 infectados, 1502 estão curados e 69 mortes. 65 infecções activas), Entroncamento (1135 infecções, 1098 recuperados e 22 mortes. 15 infecções activas), Alcanena (1056 casos, 999 recuperações e 39 vítimas mortais. 18 infecções activas), Ferreira do Zêzere (613 casos, 596 dos quais já recuperados e 17 vítimas mortais. Não tem infecções activas), Mação (435 infecções, 418 recuperados e 15 óbitos. Duas infecções activas), Vila Nova da Barquinha (276 casos, 263 dos quais dados como curados e nove mortes. Quatro infecções activas), Sardoal (com 201 casos e 179 recuperados e cinco óbitos. 17 infecções activas) e Constância (181 infecções, 162 das quais já recuperadas e três mortes. 16 infecções activas).