MÉDIO TEJO – Coronavírus. Há a lamentar mais três mortes associadas à...

MÉDIO TEJO – Coronavírus. Há a lamentar mais três mortes associadas à doença. Vítimas residiam em Alcanena, Ourém e Torres Novas

A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo confirmou a morte de mais três pessoas que estavam infetadas com covid19. Estão em causa residentes nos concelhos de Alcanena, Ourém e Torres Novas, num trágico registo global de 387 óbitos associados a esta doença. Está em causa um ‘acerto’, ou seja, estas mortes ocorreram no decurso das últimas semanas. Ainda em matéria de acertos, registo para a atualização das recuperações, neste caso com mais 280 altas concedidas, agora num total de 13376.. Este indicador fez com que as infeções em curso baixassem para 477 de uma globalidade de 14110 casos. No decurso das últimas 24 horas, houve 41 testes positivos, 13 dos quais no Entroncamento, nove em Tomar, quatro em Abrantes, Ferreira do Zêzere e Ourém, três em Torres Novas, dois em Vila Nova da Barquinha e um nos concelhos de Alcanena e Mação.

Perante este recente boletim da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, Torres Novas continua como o concelho com maior número de casos ativos, num total de 69, seguindo-se Entroncamento, com 60, e Tomar, com 52.

Eis os dados atualizados desde o início da pandemia: Ourém (3258 infeções, 3127 recuperações e 85 óbitos. 46 infeções ativas), Tomar (2678 casos, com 2570 recuperados e 56 óbitos. 52 infeções ativas), Torres Novas (2189 casos, 2058 recuperações e 62 mortes. 69 infeções ativas), Abrantes (1739 infetados, 1635 estão curados e 69 mortes. 38 infeções ativas), Entroncamento (1256 infeções, 1173 recuperados e 23 mortes. 60 infeções ativas), Alcanena (1129 casos, 1046 recuperações e 41 vítimas mortais. 42 infeções ativas), Ferreira do Zêzere (635 casos, 608 dos quais já recuperados e 17 vítimas mortais. Nove infeções ativas), Mação (469 infeções, 434 recuperados e 16 óbitos. 19 infeções ativas), Vila Nova da Barquinha (300 casos, 281 dos quais dados como curados e nove mortes. 10 infeções ativas), Constância (248 infeções, 243 das quais já recuperadas e quatro mortes. Uma infeção ativa) e Sardoal (com 209 casos e 201 recuperados e cinco óbitos. Três infeções ativas).