MÉDIO TEJO – Centro Hospitalar pede cuidado na apanha da azeitona: só...

MÉDIO TEJO – Centro Hospitalar pede cuidado na apanha da azeitona: só em 2021 houve registo para 8847 casos de urgências associados a acidentes com quedas

Os dados são do Centro Hospitalar do Médio Tejo, que congrega os hospitais de Tomar, Abrantes e Torres Novas: em 2021, houve registo para 8847 casos de urgências associados a acidentes com quedas. Este número representa mais de dez por cento de todos os episódios de urgência acumulados do ano passado. Houve, pelo menos, 17 internamentos reportados por acidentes com quedas de árvores. Nesse sentido, em publicação na rede social ‘Facebook’, o CHMT deixa um alerta em torno dos cuidados a ter em consideração durante a campanha de apanha da azeitona, num aviso que se suporta nas «dezenas de acidentes e quedas que ocorrem no contexto de apanha da azeitona, sinistralidade que também pode ocorrer nas fases do transporte ou mesmo no processamento da azeitona no lagar. «Estes incidentes podem também ocorrer numa fase posterior do cuidado do olival», reforça o mesmo texto. A tipologia de acidente continua a abranger quedas acidentais, mas também aumenta a possibilidade traumas por objetos cortantes, os quais podem ser da maior gravidade. As quedas são, de forma global, um problema de saúde pública de grandes proporções no nosso país. A região do Médio Tejo não é exceção: trata-se do acidente mais notificado nos hospitais nacionais, do qual cerca de 5% resultam em fraturas e 5% a 11% em outros danos graves.