MAÇÃO – Tesouros de Mação em exposição

MAÇÃO – Tesouros de Mação em exposição

Mação acolhe este mês a Exposição de fotografia “Tesouros Naturais de Mação”, de Michel Henrotay. A Exposição está patente na Galeria do CC Elvino Pereira tendo sido inaugurada no dia 2 de junho. Michel Henrotay é um belga que um dia, ao passar férias em Portugal se terá enganado no destino que tinha e quis um outro destino que viesse ter a Mação. Como era tarde foi por cá que pernoitou. Gostou e passou a voltar todos os anos, duas vezes por ano. Passaram 20 anos. Em Mação, nas suas férias das últimas duas décadas tem descoberto muito tesouros. Incentivado pelo seu pai (entomologista amador) e pela sua mãe (botânica amadora) desde cedo, sempre foi apaixonado pelo estudo de insectos e fósseis. Foi professor em Liège durante 11 anos e depois dedicou-se à pesquisa paleoentomológica (estudo de insectos fósseis). Descobriu também no território de Mação uma nova espécie de trilobite: “Actinopeltis? henrotayi (Pereira 2017)”, duas novas espécies de aranhas, vários insetos desconhecidos em Portugal e variedades raras de anfíbios.

Sobre a Exposição que nos traz Michel diz que “o objetivo desta exposição não é nem artístico (porque Mação já possui excelentes artistas fotográficos), nem estritamente científico. Desejo simplesmente chamar a atenção para este património extraordinário e menos apreciado e conhecido que, também ele, merece ser um pouco mais observado, estudado e sobretudo protegido.” Refere ainda que “foi muito difícil escolher entre as mais de 30.000 fotos tiradas ao longo de 20 anos no território de Mação, porque elas não foram tiradas com o objetivo de as expor um dia, mas apenas para servir como material de estudo.”

Em 1997 foi nomeado adido no Museu Nacional de História Natural de Paris. Ele é o inventor de dois novos locais de insectos fósseis de entre os mais importantes da Europa (Bascharage, no Grão-Ducado do Luxemburgo e Dauphin, nos Alpes da Alta Provença, em França). Michel Henrotay descobriu muitas espécies de insectos fósseis e é autor ou co-autor de numerosos trabalhos científicos. Várias novas espécies de insectos fósseis têm o seu nome (por exemplo, “Climaciella henrotayi”) e uma nova família de insectos fósseis “Henrotayidae” que descobriu e cujo nome lhe foi dedicado por colegas pesquisadores científicos. www.cm-macao.pt