FUTEBOL – 1ª Distrital. Botas Moreira não poupa nas críticas à arbitragem...

FUTEBOL – 1ª Distrital. Botas Moreira não poupa nas críticas à arbitragem no Amiense-Fazendense: «Foi uma vergonha!»

«Uma vergonha!»: Foi desta forma que António Botas Moreira, presidente do Fazendense, catalogou a arbitragem do jogo que a sua equipa realizou em Amiais de Baixo, a contar para a 10ª jornada da 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Santarém. Em declarações à Hertz, o histórico dirigente não poupou nas críticas ao Conselho de Arbitragem face à nomeação efetuada para o mencionado duelo, lamentando, ainda, as sucessivas perdas de tempo. O Amiense, recorde-se, ganhou po 1-0 e tirou o Fazendense do primeiro lugar:

Entretanto, em comunicado publicado na rede social ‘Facebook’, a Associação Desportiva Fazendense recorreu a imagens do jogo para centrar atenções em três lances, considerados como prejudiciais para o emblema almeirinense. Eis parte do comunicado: «A arbitragem, é hoje citada no nosso comunicado pelas piores razões. São erros graves, que tiveram influência directa no desenrolar do jogo, em claro prejuízo para a nossa equipa. E citamos:
1. O jogador do CD Amiense é interveniente em diversos lances passíveis de cartão amarelo, sendo que, o árbitro por erro grosseiro na interpretação e aplicação das leis do jogo permitiu que o mesmo se mantivesse em campo até ao final. Foi o mesmo atleta, como podemos aferir no vídeo, que não pretende disputar a bola, no entanto, agride de forma intencional com o cotovelo o nosso atleta. Ficou por mostrar o segundo cartão amarelo e respectiva expulsão.

2. O jogador do CD Amiense apesar da entrada por trás, de extrema violência, como podemos ver no vídeo, já com o amarelo, o árbitro atribuiu um amarelo a outro jogador do CD Amiense por erro. Mesmo sendo alertado para a situação, não muda a sua decisão, sendo que, mais uma vez, o jogador do CD Amiense não é alvo de expulsão apesar da sua conduta e infringindo as leis do jogo. Será que o árbitro não viu que o amarelo estava a ser atribuído ao jogador errado? E que o jogador que tinha realizado a falta já tinha um amarelo!

Em suma, a nossa sequência de vitórias foi interrompida e culmina com erros de arbitragem inexplicáveis. Naturalmente, já todos sabemos que quanto mais fortes estivermos, mais obstáculos desta natureza e outros factores externos ao jogo vamos ter de enfrentar! Continuamos a não querer acreditar que a violência no desporto seja utopia em diversos recintos desportivos, continuamos a não querer acreditar que os valores éticos do desporto são por vezes secundarizados, como a cooperação, o respeito, a solidariedade e a tolerância. Continuamos a acreditar que os erros arbitragem são comuns ao jogo e que afectam sempre as duas equipas em campo! Vamos acreditar! Desta forma, a A D Fazendense, tudo fará para manter e elevar os seus valores como instituição e em prol da defesa da verdade desportiva». Imagem Associação Desportiva Fazendense/Facebook